Home » » CONTOS: Minha Secretária Gordinha

CONTOS: Minha Secretária Gordinha















































Bom esse relato aconteceu em minha empresa, como já falei em outra historia me chamo Paulo tenho 36 anos, 1.70 e 73Kg e tenho uma empresa de tecnologia.

Minha secretária a Bianca uma mulher casada de 33 anos, com cabelos avermelhados, 1,60 de altura com um corpo bem volumoso, é a famosa gordinha gostosa, tem belos seios e uma bunda enorme muito gostosa, ela se veste muito bem, sempre elegante e perfumada, mais me chama muito atenção quando ela vai trabalhar de vestido que valorizam a bunda e os seios.

A Bianca é muito recatada, por esse motivo nunca tentei nada com ela, mais sempre tive vontade, quando ela me liga para passar algum recado, sua voz de me deixa com o pau duro.

Em Julho de 2010 minha empresa completou 10 anos e eu fiz uma festa para comemorar com o funcionários e os principais clientes.

Alguns funcionários que sabiam que a festa seria boa e duraria noite a fora, já se programaram para avisar os maridos e esposas. Percebi que a Bianca era uma das mais empolgadas, pois seu marido era muito ciumento e não deixava fazer nada, mais como tinha meu email dizendo que não queria que ninguém faltasse, não teria como ele proibir.

O dia chegou, e percebi que a Bianca falava com outra funcionária se ela poderia se trocar em sua casa, pois ela comprou uma roupa nova e não queria que o marido visse, aquilo me deixou alucinado e botei na cabeça que teria que come-la nesse dia.

As 19:00hs rumei para o Buffet onde seria a festa, por volta as 21:00Hs a Bianca chegou, que coisa de louco, estava com um vestido curto branco, um decote maravilhoso e se percebia que usava um fio dental minúsculo.

Bom depois de varias bebidas e altas horas já, só ficaram alguns gatos pingados dançando, inclusive a Bianca, que já estava bem alta, cheguei perto dela e perguntei se ela estava dirigindo, pois não poderia ir embora naquele estado , ela me falou que iria de taxi, logo lhe ofereci uma carona e como uma boa secretaria, me entendeu plenamente e disse que aceitava se eu dançasse com ela, não recusei o convite e logo estávamos agarrados na pista, ele ficou de costas para mim e passou a bunda em meu pau e sentiu que já estava duro, quando voltou de frente me perguntou se só queria lhe dar uma carona ou queria algo mais com sua secretaria obediente, não deixei ela falar mais nada, puxei ela para um canto e dei um beijo em sua boca carnuda, respondi sua pergunta Bianca ? disse para ela, meio sem ar voltamos a nos beijar e logo ela segurou em minha pica dura e eu corri minha mão por todo seu corpo, decidimos ir embora de lá, entramos no carro e ela pediu para eu levá-la para o escritório pois queria transar comigo no nosso lugar de trabalho.

Rumo o escritório ela levantou o vestido e começou a se masturbar, e dizia, chefe você vai comer sua puta hoje, quero ser sua vadia, meu pau estourava dentro da calça, chegando no escritório, encostei ela na mesa da recepção e comecei a beijar sua boca e tirar sua roupa, seus seios são grandes e deliciosos, como ela tem a pele bem branca, os bicos são rosados e apetitosos de chupar, enquanto chupava esse peitos deliciosos ela me punhetava, fomos a outra sala que tem um sofá de couro, sentei e ela se ajoelhou na minha frente e começou uma chupeta deliciosa, intercalava na chupeta e uma espanhola, estava delirando ele chupava e me olhava com uma cara de puta que delicia, mudamos de posição e logo comecei chupar aquela buceta carnuda e molhada, ela gemia e pedia para chupar mais, uns 10 minutos chupando sinto a contração da buceta e minha língua mais molhada, ela tinha vários espasmos de tesão, nessa mesmo posição, me levantei um pouco e comecei a socar meu pau nela, ela gritava, gemia e pedia mais, senti suas unhas rasgando minhas costas, isso foi me enlouquecendo e metia mais forte, quanto mais forte mais ela enfiava suas unhas,e sentia ela gozando, coloquei ela de lado e bombei mais ainda até ela ficar de 4, que visão linda de sua bunda enorme e branca, comia sua buceta e ela pedia para eu dar umas palmadas, que sem dó deixava a marca de minha mão em suas nadegas, nesse tesão todo não tive duvida, comecei brincar com seu cuzinho, como não houve nenhuma rejeição tirei meu pau de sua buceta e enfiei bem de vagar em seu cú, ela deu um gemido mais forte, fui colocando devagar até quando já estava acostumada com meu pau, depois comecei a socar mais rápido, enquanto comia seu cú ela dedilhava o grelinho até gozar de novo, depois de meter muito naquele cú delicioso, ela se ajoelhou em minha frente, e gozei naquela boca carnuda.

Sentamos no sofá e ficamos um bom tempo sem falar nada, só abraçados com os corpos suados e cheios de tesão.

Nos trocamos e fomos embora, no dia seguinte como se nada tivesse acontecido ela entra na minha sala, para entregar os recados e me entrega um envelope pardo, para minha surpresa era a calçinha que ela usou na noite anterior com um bilhete que sempre que eu quisesse dos préstimos da minha secretaria putinha ela estaria a disposição.

FONTE: http://www.casadoscontos.com.br/texto/201101172
 
Support : Copyright © 2015. Hot Maduros - All Rights Reserved