Home » » CONTOS QUE UM DIA TE CONTO VI

CONTOS QUE UM DIA TE CONTO VI























Vertigo passeia pela internet entre blogs e sites e conhece uma cidadã cujo nome é Femme Fatale e prefere ser chamada de FF.Depois de horas conversando por e-mail ou msm e trocando algumas fotos, já que só um deles tinha uma webcan, Vertigo e FF resolvem se conhecer e marcam para o dia seguinte num shopping da cidade.

Na hora marcada Vertigo, que vestia uma calça jeans e uma camisa de gola, esperava a misteriosa FF, que chega num vestido preto com desenhos de flores brancas sutis, como o combinado para se identificarem.

_Ola!! Tudo bem??

_Tudo!! Vertigo!!

_Vamos sentar por favor!

_Você prefere assistir o filme ou vamos ficar aqui conversando.

_Vamos ao cinema FF, lá nós também podemos conversar, essa sessão é tranqüila.

_Ok! Como você quiser.

FF vai na frente e Vertigo observa aquela mulher e sua silhueta bem torneada dentro daquele vestido que a deixa realmente sensual. Ao entrar na sala de cinema eles vêm que não há quase ninguém, tirando eles, só um casa e mais duas pessoas separadas.Vertigo e FF vão para as últimas fileiras, sentam-se e começam a conversar baixinho, enquanto os trailers passavam.

_Nossa não esperava alguém tão bonita quanto você!

_srsr, obrigada!! Você também é bonito!Mas se continuar a sussurrar no meu ouvido, vai me deixar excitada.

_ srsrs, quem sabe essa não minha intenção?

_rsrsrrs, gosto de homem com senso de humor.

Vertigo observar, na pouca luz que o recinto proporciona, as coxas bem torneadas de FF e olha para ela, que por sua vez também o observa e numa sincronia única se beijam.

Nesse beijo, Vertigo vai acariciando o joelho da linda donzela, que ao sentir a mão máscula de Vertigo abre um pouco as pernas como que pedisse para ele subir. Vertigo sentindo aquela cumplicidade vai subindo de leve entre as coxas daquela mulher febril e aos poucos chega na sua calcinha que pela textura deveria se de algodão.FF passa sua mão macia por baixo da camisa de Vertigo e vai passeando pelo seu peito e descendo pela sua barriga chega sutilmente na calça do rapaz que está literalmente duro e com sua mão de veludo FF acaricia lentamente seu pênis por cima da calça que se fosse feito de outro material já teria rasgado.

Nesse balé de mãos, nessa dança flamenga, os dois seguravam seus gemidos para não serem descobertos pelos poucos que assistiam ao filme que eles nem sabiam mais o nome.

Nesse movimento Vertigo desabotoa uma parte do vestido de FF e acaricia seus seios médios, passando a mão de leve e retirando um deles para beijar e chupar e morder de leve, fazendo com que FF aperte o pênis de Vertigo num sentimento de desejo, excitação e um gozo contido pela estado que o rapaz a deixou depois de acariciar sua xana, retirando para o lado sua calcinha e massageando seu clitóris e enfiando seu dedo num vai e vem que a deixou louca para se penetrada ali mesmo.

Louca de tesão FF retira a cabeça de Vertigo de seu seio e deita em seu colo, sem cerimônia abocanha seu pênis e chupa como se fosse a última coisa a fazer na vida, Vertigo por sua vez fica segurando os gemidos e acariciando as costas e vai passando a mão ora na bundinha , ora na xana molhadinha de FF.

Depois de não agüentar mais, Vertigo goza na boca de FF, que encole tudo e pede a ele que os dois saiam e vão para outro lugar ou ela não se responsabiliza por seus atos.Vertigo ri e sai com aquela gata no cio.

Os dois saem para um motel perto do shopping e ao chegar no quarto 69, Vertigo agarra aquela gata e beija seus lábios carnudos e retira seu vestido, contempla aquele corpo só de calcinha e sutiã e começa a beijar seu corpo, centímetro por centímetro e vai retirando seu sutiã e sugando seus seios medis e desce pela barriguinha linda, beija seu umbigo e com os dentes vai retirando sua calcinha de algodão, fazendo FF gemer e dar gritinhos de prazer com toda a liberdade que o ambiente lhe permite.Ao retirar a calcinha de FF, Vertigo começa a beijar suas coxas e vai abrindo a xana da gatinha com a língua, deixando a moça mais louca de tesão ainda, e ao deitá-la na cama com parte do seu corpo na beirada, Vertigo ajoelha e abre as pernas de FF, olha aquela xana molhadinha e penetra num movimento cósmico onde os dois gritam de prazer num gozo sentido por todos os poros...

VERTIGO




 
Support : Copyright © 2015. Hot Maduros - All Rights Reserved